JESUS PERANTE HERODES

Pilatos então perguntou e soube que Jesus era Galileu

Ele já havia percebido que os acusadores de Jesus, o faziam por inveja, e não queria condenar um inocente. Viu no fato de Jesus ser considerado galileu uma maneira de se esquivar á este julgamento incomodo para ele.

Assim o enviou á Herodes Antipas, governador da Galileia, que estava neste dia em Jerusalém. O mesmo que mandara decapitar João Batista.  Jesus pertencia á jurisdição de Herodes.

Herodes já ouvira falar muito de Jesus e seus milagres, e queria vê-lo e falar com ele, e ver algum sinal por parte dele.

Jesus que já havia passado pela agonia do Getsemani, pelo injusto julgamento do Sinédrio, por zombarias, por espancamentos, e sabia que todo este sofrimento estava só no início, tem agora uma oportunidade de desistir de tudo isto.   Bastava agradar á Herodes, que muito se alegrara em vê-lo e ter oportunidade de falar com ele. Herodes tinha muitas coisas a perguntar. Era a oportunidade de se colocar ao lado de alguém que tinha mais autoridade do que todos aqueles lideres judeus que ali estavam junto com o povo, reunidos a pressionarem e a acusarem-no com grande veemência. Bastava conversar de modo a agrada-lo e fazer algum sinal por pequeno que fosse, e sairia livre. 

Quantos de nós não faríamos isto? 

Mas não Jesus. Ele não era um bajulador. Era um homem da verdade. Suas palavras eram palavras que traziam a verdade. Nunca dissera palavras de engano, porque ele era e é a propria verdade. Não trairia suas convicções nem ao seu Senhor. Ele sabia que o Senhor que ele servia, representava e obedecia, era o maior Senhor. Era Deus, o Todo Poderoso, de quem ele vinha. E ele havia decidido passar por tudo isto, pelo sacrificio, porque era vontade de Deus. Era vontade do Pai. Estava planejado desde antes da fundação do mundo. Tinha de se cumprir. Já estava decidido. O Pai o havia enviado neste momento para morrer por nossos pecados. Cabia a ele ir, seguir este caminho até o fim. E ele foi e não recuou.

Por outro lado, os sinais que realizava, eram obras daquele que o enviara. Não eram para espetáculo, nem para distração de uma pessoa ou de uma corte.  Eram sinais destinados á curar, libertar, trazer a certeza da presença de Deus no meio do povo. Eram para que soubessem que Jesus era o envido do Pai. Que ele era o próprio Deus em carne.

Assim, nada respondeu á Herodes, nem sinal nenhum realizou perante ele.

Também porque sabendo de todas as coisas, conheceu o coração de Herodes, de que ele não aceitaria nem á Jesus por salvador, nem o seu evangelho.  Por isto permaneceu mudo perante Herodes.

Herodes, sentindo-se menosprezado e ignorado, ofendeu-se, e retaliou desprezando e escarnecendo de Jesus.  Vestiu-o de uma roupa resplandecente, provavelmente uma capa, para provocar a zombaria dos seus soldados e do povo que o acusava. Mandou-o de volta á Pilatos vestido desta forma.  Vestido com uma roupa resplandecente.

Este incidente provocou a paz entre Pilatos e Herodes, que estavam em inimizade.

3 comentários sobre “JESUS PERANTE HERODES

  1. Maria Madalena Barbosa Lemes Braga

    Paz meu Pastor!

    Que alegria receber esta mensagem. Estava sentindo falta. Deus abençoe seu ministério de ensino!

    Abraços,

    Madalena

    Curtir

  2. Graça

    O império Romano ainda o mesmo.
    O foco continua sendo a vontade do homem.
    Jesus não estava ali para fazer a vontade de Pilatos. A missão Dele era o resgate da humanidade, incluindo Pilatos, se este O aceitasse.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s